Archive for outubro \01\UTC 2012

Eu briguei com as palavras
Não, não só briguei
Tô revoltada
Revoltada com elas…
Tá certo, sabem ser dóceis, sabem alegrar
E até mudar o rumo das coisas.
Mas não, não adianta, nem assim
Porque na realidade elas enganam
Elas sobrejulgam e elas… enganam
Tão ferozmente que sufoca
Que fere!
Mas agora, pensando assim
Estou mais revoltada comigo
Que confio nas palavras
Que deixo que elas conduzam a minha vida
Como doce veneno
E quando elas não vêem
Nenhum sim, ou uma sílaba!!!
Porque não consigo interpretar as palavras através das palavras?
Porque elas dançam e brincam como borboletas no estômago?
Conseguem me surpreender, me fazer rir, e me fazer chorar.
Na textura do toque, elas estão lá
Na suavidade do tom
Na doçura do sabor
Saber envolver
Ser envolvido
No paladar agridoce
Na voz macia um desafio a suportar
Mas elas se calam…sim, elas sempre se calam
E o silêncio assusta, desanima
Porque me enganam e me calam?!

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: